Vata, Pitta e Kapha: os três doshas da Ayurveda

Vata, Pitta e Kapha – coletivamente conhecidos como os doshas – são um dos conceitos mais fundamentais da tradição do Ayurveda. Mas o que eles são exatamente?

Em essência, os doshas são forças energéticas da natureza, princípios funcionais que nos ajudam a entender melhor a nós mesmos e ao mundo ao nosso redor.

Vata, Pitta e Kapha são essenciais para nossa fisiologia de alguma forma, de modo que nenhum dosha é melhor ou superior a qualquer outro. Cada um deles tem um conjunto muito específico de papéis funcionais para desempenhar no corpo. Dito isto, quando os doshas estão desequilibrados, eles podem causar estragos em nossa saúde.

Mas antes de entrarmos nas especificidades de cada um dos três doshas, ​​é útil entender sua composição elementar e seu papel mais amplo no mundo natural.

Na Ayurveda, os blocos de construção mais básicos do mundo material são os cinco elementos: éter (espaço), ar, fogo, água e terra. Vata é caracterizado pela natureza móvel da energia eólica (ar). Pitta incorpora a natureza transformadora da energia do fogo. E Kapha reflete a natureza vinculante da energia da água.

Os elementos da natureza e os doshas

Todos os doshas contêm todos os cinco elementos (como todas as coisas na natureza), mas cada um é predominantemente composto de dois elementos.

Tal como acontece com os elementos, todos os três doshas podem ser encontrados em tudo e todos, mas em proporções diferentes. Eles se combinam para criar diferentes climas, diferentes alimentos, diferentes espécies e até mesmo diferentes indivíduos dentro da mesma espécie.

De fato, a proporção particular de vata, pitta e kapha dentro de cada um de nós nos fornece um modelo para a saúde ideal (também conhecida como nossa constituição) e obtém uma influência significativa em nossos traços individuais de caráter físico, mental e emocional — bem como nossas forças e vulnerabilidades únicas.

A natureza qualitativa dos doshas

Cada dosha é caracterizado por uma coleção de qualidades que sustentam seu potencial energético: Estas qualidades tornam o balanceamento dos doshas muito intuitivo porque, segundo a Ayurveda, aumenta o equilíbrio e equilibra os opostos.

Quando qualquer um dos doshas é agravado, geralmente podemos promover um retorno ao equilíbrio reduzindo a influência das qualidades desse dosha, enquanto favorecemos seus opostos. E se soubermos quais qualidades específicas são agravadas, podemos nos concentrar em apaziguar essas qualidades em particular, ao mesmo tempo em que favorecemos alimentos, ervas e experiências que amplificam suas energias opostas.

A tabela a seguir mostra os dez pares de opostos mais comumente referenciados no Ayurveda.

Os doshas e suas funções

Vata encarna a energia do movimento e é, portanto, freqüentemente associada ao vento (e ao elemento ar). Vata está ligado à criatividade e flexibilidade; ela governa todo movimento – o fluxo da respiração, a pulsação do coração, todas as contrações musculares, os movimentos dos tecidos, a mobilidade celular – e a comunicação através da mente e do sistema nervoso.

Pitta representa a energia da transformação e, portanto, está intimamente alinhado com o elemento fogo. Mas nos organismos vivos, o pitta é em grande parte líquido, e é por isso que a água é seu elemento secundário. Pitta não é móvel nem estável, mas se espalha – assim como o calor de um fogo permeia seu entorno, ou como a água flui na direção ditada pelo terreno. Pitta está intimamente relacionado à inteligência, compreensão e digestão de alimentos, pensamentos, emoções e experiências; ela governa a nutrição e o metabolismo, a temperatura corporal e a luz da compreensão.

Kapha empresta estrutura, solidez e coesão a todas as coisas e, portanto, está associado principalmente com os elementos terra e água. Kapha também incorpora as energias aquáticas de amor e compaixão. Este dosha hidrata todas as células e sistemas, lubrifica as articulações, hidrata a pele, mantém a imunidade e protege os tecidos.

Entendendo os Desequilíbrios nos Doshas

Desequilíbrios nos doshas geralmente são causados ​​por escolhas de dieta e estilo de vida não-sustentáveis, bem como estresse ou trauma emocional. Esses distúrbios tendem a perturbar o estado natural de equilíbrio interno representado pela constituição de uma pessoa.

Quando os doshas se agravam, cada um deles perturba o corpo de maneira única. Portanto, vata, pitta e kapha estão associados a um conjunto particular de desafios e tendências de saúde em relação à doença.

Enquanto todos somos suscetíveis a um excesso em qualquer um dos três doshas, ​​também tendemos a ser um pouco predispostos a desequilíbrios em nossos doshas predominantes. Em outras palavras, os indivíduos predominantes em vata-pitta normalmente tendem a desequilíbrios de vata e pitta antes dos desequilíbrios de kapha. Se você está apenas familiarizado com a forma como os doshas afetam sua vida cotidiana, essa percepção pode ser muito útil.

Vata desequilibrada: quando fora de equilíbrio, vata tende a causar medo, ansiedade, isolamento, solidão e exaustão. Pode levar a depleção física e energética, interromper a comunicação adequada e causar todo tipo de movimentos anormais no corpo, como tiques, tremores e espasmos musculares.

Pitta desequilibrado: quando desequilibrado, pitta causa emoções reacionárias, como frustração, raiva, ciúmes e críticas. O pitta desequilibrado está frequentemente na raiz de desordens inflamatórias, que podem afetar órgãos e tecidos por todo o corpo.

Kapha desequilibrado: quando fora de equilíbrio, o kapha desencadeia emoções de apego, ganância e possessividade e também pode criar teimosia, letargia e resistência à mudança. Fisicamente, o kapha tende a convidar a estagnação e o congestionamento de órgãos e tecidos por todo o corpo – incluindo a mente.

Criando os Doshas em sua vida

É importante lembrar que todos nós temos forças e dons inatos, assim como áreas de desafio persistentes. Os doshas são uma ferramenta maravilhosa para entender ambos, e também para reconhecer e corrigir quaisquer desequilíbrios no trabalho em nossos sistemas. Invariavelmente, os doshas lançam luz sobre nossas nuances pessoais, nos guiam para melhorar a autoconsciência e podem nos ajudar a entender como oferecer apoio – precisamente onde e quando é mais importante. Como resultado, cultivar um relacionamento com cada um dos três doshas pode ter um impacto transformador na sua saúde e bem-estar geral.

Deixe um Comentário