Anabolizante Entenda porque os cuidados exagerado com a beleza podem acabar com a fertilidade masculina
Dicas Nutricionais

Anabolizante: entenda por que os cuidados exagerados com a beleza podem acabar com a fertilidade masculina

Para muitas pessoas, um corpo magro e musculoso é sinal de saúde e virilidade, mas isso nem sempre é verdade. A preocupação excessiva com a aparência muitas vezes pode passar dos limites, levando ao consumo de substâncias capazes de prejudicar seriamente o funcionamento do organismo. 

É o caso, por exemplo, dos homens que optam pelo uso de anabolizantes para conquistar um corpo musculoso. Este tipo de substância contém hormônios sintéticos que estimulam o desenvolvimento de tecidos a partir do crescimento celular, trazendo resultados rápidos para quem pratica exercícios físicos. Em contrapartida, diversos efeitos colaterais. 

Relação entre anabolizantes e infertilidade

A maioria dos anabolizantes é composta por esteroides derivados do principal hormônio masculino: a testosterona, que é produzida pelos testículos e cumpre diversos papeis no corpo do homem. Além do desenvolvimento muscular e ósseo, este hormônio regula o apetite sexual, o desenvolvimento de pelos e outros aspectos do organismo masculino. 

Ao contrário do que muitas pessoas podem pensar, a presença exagerada de testosterona não vai, necessariamente, intensificar as características masculinas, mas causar um desequilíbrio hormonal. Em consequência disso, os mecanismos de regulação dos hormônios ficam confusos e passam a funcionar de maneira irregular. 

Quando o organismo identifica um excesso de testosterona, sua reação natural é bloquear os mecanismos de produção natural deste hormônio. A produção de espermatozoides está diretamente ligada à presença de testosterona não sintética e, quando o corpo deixa de produzir o hormônio naturalmente, a produção de espermatozoides é prejudicada. 

Mesmo que o homem interrompa o uso dos anabolizantes, os testículos podem continuar sem produzir espermatozoides, prejudicando a fertilidade masculina. Além disso, pode haver efeitos colaterais adicionais como:

  • Impotência sexual;
  • Crescimento das mamas em homens;
  • Calvície masculina;
  • Interrupção do crescimento, no caso de adolescentes;
  • Maiores chances de desenvolver tumores de fígado;
  • Agressividade;
  • Alterações na pressão arterial e colesterol. 

É possível ter filhos após o uso de anabolizantes?

Homens que tenham feito uso de anabolizantes e enfrentam problemas de fertilidade devem passar por uma avaliação médica para diagnóstico personalizado do problema. Um profissional de reprodução humana poderá solicitar exames para verificar a quantidade e qualidade dos espermatozoides, indicando o tratamento mais adequado para o caso. 

Caso seja detectado que há baixa quantidade de espermatozoides, metodologias como fertilização in vitro podem ser indicadas para favorecer a gestação. Caso seja identificada ausência total de espermatozoides, entretanto, pode ser necessário utilizar o sêmen de um doador. 

Um aspecto que deve ser levado em conta é que não são apenas os anabolizantes que podem trazer complicações à fertilidade masculina. Fatores como tabagismo, consumo exagerado de bebidas alcoólicas e padrão de vida desequilibrado também podem prejudicar a saúde e fertilidade de homens e mulheres.

Por isso, quem deseja ter filhos deve preferencialmente manter um estilo de vida dentro do considerado saudável, dando preferência a uma alimentação balanceada e prática regular de exercícios físicos. O uso de anabolizantes para fins estéticos não é recomendado, devendo ficar reservado apenas para casos específicos e orientados por um especialista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *