5 antibióticos naturais que nossos ancestrais usavam
Dicas Nutricionais

5 antibióticos naturais que nossos ancestrais usavam

5 antibióticos naturais que nossos ancestrais usavam

Ao longo das últimas décadas, o excesso de uso de antibióticos alcançou um máximo histórico. O resultado foi bactérias resistentes a drogas que evoluem mais rapidamente do que os cientistas podem descobrir como lutar contra elas. Um futuro em que as bactérias estão no topo da cadeia alimentar não é inédito.

A ‘overdose’ de antibióticos vai além da resistência a antibióticos: eles destroem bactérias benignas, cruciais à saúde humana, o que tem contribuído para o aumento de doenças, como a obesidade, diabetes e problemas intestinais.

Muito antes, havia alimentos e ervas que ajudavam a prevenir infecções e doenças diariamente. Muitos desses defensores naturais ainda estão em uso atualmente.

Nossos antepassados também tiveram uma solução para a cura, usando antibióticos da natureza e seria bom lembrar quem são esses antibióticos e possivelmente pensar em usá-los em caso de doença.  Dessa forma você poderá proteger seu corpo contra doenças e bactérias, aproveitando esses antibióticos e remédios seguros e naturais que estão disponíveis na sua cozinha!

1) Vinagre de Maçã Orgânico – Quando consumido com água quente é um antibiótico natural para resfriados.

2) Mel Orgânico – Ingerindo água morna com mel três vezes ao dia você terá benefícios contra infecções e bactérias, ajudando também a diminuir e amenizar a tosse.

3) Cúrcuma Pura – Estudo em 2015 indicou que a pasta de cúrcuma inibe o crescimento bactérias mais comuns nos seres humanos.

4) Alho – Antibiótico natural contra bactérias causadoras de intoxicação alimentar.

5) Óleo de Coco Extra-Virgem – Possui efeito antibacteriano e protege a pele contra a acne.

Os produtos acima você encontra na loja virtual da Zona Cerealista Online www.zonacerealista.com.br Enviamos para todo o Brasil!

#antibióticosnaturais #saúde #zonacerealista #zonacerealistaonline

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *